dalva lazaroni

DALVA LAZARONI: ENTRE AS LETRAS E A POLÍTICA

Dalva Lazaroni 2.jpg

Por Clara Crível.

Advogada e professora, Dalva Lazaroni também se destacou nas áreas de literatura e política. Nascida em Itaperuna, no ano de 1945, teve grande atuação política e cultural no município de Duque de Caxias. Foi a primeira vereadora eleita e também secretária do meio ambiente. Preocupada com as questões ambientais, dedicou a escrita do livro “Chico Mendes: O coração do Brasil” ao amigo. Em 1998 chegou a ser candidata ao cargo de governadora do estado do Rio de Janeiro.

Foi fundadora do Partido Verde, ao lado de figuras como Fernando Gabeira e Alfredo Sirkis.

Recebeu, em 2005, a Medalha Augusto dos Anjos da Assembleia Legislativa da Paraíba, a mais alta honraria dedicada a personalidades da arte e cultura.

PARA SABER MAIS

ARTIGO:

Mulheres como protagonistas na política: A representatividade da mulher na política da Baixada Fluminense – Duque de Caxias e Magé, RJ, Brasil

Lohane Cristina de Castro Dantas, Maria Clara Moreira do Santos, Isabelle Jesus Teixeira do Nascimento, Tatiane Pinheiro Cacimiro

Periferia: Educação, cultura & comunicação

LIVROS:

A Baixada Fluminense nos Tempos do Cólera - CODPOE, Rio, 1991.

Chico Mendes, o coração do Brasil - Rio, Alerj, 2002.

 

Chiquinha Gonzaga. Sofri, chorei. Tive muito amor - Editora Nova Fronteira, Rio.

 

Duque de Caxias: Uma cidade para viver.

Ensaio geral da República - Rio, Tricontinental, 2000.

Esboço histórico e Geográfico de Duque de Caxias - Editora Asgráfica, Duque de Caxias, 1978.

La Baixada Fluminense: una tragédia ambiental brasileña - Dos casos de contaminación ambiental ante las puertas de Rio de Janeiro. Congresso de AIDIS, Tricontinental, La Habana, Cuba, 1992.

Mate com angu - a história de Armanda Álvaro Alberto, Editora Europa, 2010.

O Município de Duque de Caxias: sua terra, sua gente, sua economia - Ao Livro Técnico, Rio, 1990, 3v.

O Nó laço abraço no traço de Barboza Leite, Editora Agora, Rio de Janeiro, 1988.

Quilombos e Tiradentes na Baixada Fluminense: Uma Homenagem a Solano Trindade - CODPOE, Rio de Janeiro, 1991.

Réquiem para a Floresta - Canção para Chico Mendes - Tricontinental Editora, Rio, 1992.

 

Uma Avenida Chamada Brasil - CODEPOE, 1985.

Uma galinha carioca da gema - Capa de Ziraldo e ilustrações de Netto. Tricontinental Editora, Rio, 1996.

Urubu-rei do Brasil - Tricontinental, Rio, 1997.

SAMBA-ENREDO:

Ordem, Progresso, Amor e Folia no milênio da fantasia - Enredo da Escola de Samba Porto da Pedra, 2000.

Goiás, um sonho de amor no coração do Brasil - Enredo da Escola de Samba Caprichosos de Pilares, 2001.

TEATRO:

Arpad & Vieira: Retrato de um amor

Autora: Dalva Lazaroni

Direção: Domingos Oliveira, 2000

Fotos: Reprodução.

Dalva Lazaroni 3.jpg

Em 2011, filiou-se ao Partido dos Trabalhadores, em Duque de Caxias, tendo inaugurado e dirigido a Escola de Formação Política Edinha Maia, que contava com uma biblioteca pública, cursos, onde foram apresentadas as exposições “Armanda Álvaro Alberto: 90 anos de educação no Brasil” e “A História do negro na Baixada Fluminense”.

Dentre suas obras sobre o município e as personalidades de Duque de Caxias, destacam-se os livros: “Duque de Caxias: Uma cidade para viver”, “Esboço histórico e Geográfico de Duque de Caxias”, “Mate com angu - a história de Armanda Álvaro Alberto”, “O Município de Duque de Caxias: sua terra, sua gente, sua economia”, “O Nó laço abraço no traço de Barboza Leite” “Quilombos e Tiradentes na Baixada Fluminense: Uma Homenagem a Solano Trindade”.

Faleceu aos setenta anos, em 2016, em decorrência de um câncer. Sobre a luta contra a doença, escreveu o livro “Azul-cobalto, gás mostarda”.